LITERATURA E ENSINO

PALESTRANTES: Ana Crelia Dias (UFRJ); Benedito Antunes (UNESP); Fabiane Verardi (UPF)
DATA: 6 de outubro, das 10h às 12h.

LEIA MAIS

PRORROGAÇÃO DO PRAZO PARA INSCRIÇÃO DE PÔSTERES

Com objetivo de oportunidade aos estudantes de graduação que não conseguiram submeter suas inscrições de pôsteres dentro do prazo, a ABRALIC divulga a prorrogação do prazo para envio dos trabalhos até dia primeiro de agosto.

INSCRIÇÕES

LANÇAMENTO DE LIVROS ABRALIC 2021

A Associação Brasileira de Literatura Comparada abre as inscrições para interessados em realizar lançamentos de livros no Congresso Internacional de 2021. As inscrições estarão abertas até dia 7 de outubro, e os interessados deverão preencher a ficha de inscrição disponível no site da ABRALIC. Os livros aceitos permanecerão em exposição no site do Congresso até o final do evento. Os interessados devem ser associados da ABRALIC.

INSCRIÇÕES

Lembrete - Inscrição de pôsteres

Prezados e prezadas estudantes de graduação

Lembramos que o prazo para inscrição de pôsteres no Congresso ABRALIC de 2021 está chegando ao fim. Neste ano, serão acolhidas propostas ilimitadas de pôsteres até o dia 25 de julho. A submissão e a apresentação dos pôsteres serão feitas de forma totalmente on-line.

Para apresentar pôster não é necessário pagar a anuidade, apenas a inscrição, no valor de 25 reais. O prazo para pagamento é até dia 15 de agosto.

Os interessados em apresentar pôster devem se inscrever por meio do site da ABRALIC > INSCRIÇÕES. Após fazer o cadastro, o participante poderá acompanhar todo o processo de inscrição e avaliação, inclusive acessar seu certificado de apresentação ao final do evento.

Os materiais a serem enviados após o cadastro incluem: um pôster no formato JPG; um resumo com título, palavras-chave e referências, e um link para um vídeo de 2 a 5 minutos em que o participante explica sua pesquisa.

Confira as normas de publicação aqui

TRADUÇÃO E POESIA

PALESTRANTES: Johnny Lorenz (Montclair University); Francesca Cricelli (USP); Jeffrey Angles (Western Michigan University)
DATA: 5 de outubro, das 10h às 12h.

LEIA MAIS

CAMINHOS DA LITERATURA COMPARADA: ESTADO DA ARTE

PALESTRANTES: Zulma Palermo (UNSa); Rita Terezinha Schmidt (UFRGS); Eduardo Coutinho (UFF – UFRJ)
DATA: 4 de outubro, das 14h às 16h.

Resumos: Como um modo de produção de conhecimento sobre o fenômeno literário e suas inter-relações o comparatismo foi marcado por uma ousadia intelectual que revolucionou a tradicional divisão disciplinar ao promover um movimento contínuo de ultrapassagem dos limites que sistematizaram o saber literário em termos de subáreas nos estudos de literatura. A expansão da Literatura Comparada ao longo do século XX representou uma inovação ímpar não só no sentido de colocar em destaque as relações entre textos de literaturas provenientes de diferentes geografias, mas também no sentido de promover novos estudos das literaturas nacionais ao levantar questões-chave concernentes às relações entre centros e margens, identidade cultural/regional, produção literária e cânones literários, bem como as implicações político-culturais de processos de transferências por vias de identificações, confluências e diferenças. Em seus movimentos de reinvenção epistemológica, a literatura comparada colaborou, de forma decisiva, na descompartimentalização do saber literário via a incorporação de aportes teóricos provenientes de áreas das Ciências Humanas e Sociais bem como das Artes resgatando, desse modo, os estudos de literatura de sua insularidade institucional. Poderia se afirmar que a marca registrada da práxis comparatista é a sua indisciplina, em termos de seu movimento em direção ao outro: o outro texto, a outra literatura, a outra história, a outra cultura, a outra linguagem, o outro imaginário. Para tanto, entram em cena conceitos tais como hibridismo, heterogeneidade, margem, diferença, liminaridade e fronteira na produção de um conhecimento que além da intertextualidade, incorpora a interdisciplinaridade e a interculturalidade. A proposta desta mesa-redonda é colocar em destaque alguns dos caminhos do comparatismo atual.

LEIA MAIS

ABERTURA DAS INSCRIÇÕES DE PÔSTERES

A Associação Brasileira de Literatura Comparada (ABRALIC) anuncia a abertura das inscrições para participantes na categoria de pôsteres.

A categoria de pôsteres é voltada aos estudantes de graduação e recém-graduados que desejam apresentar suas pesquisas no Congresso Internacional da ABRALIC.

No Congresso Internacional de 2021, serão acolhidas propostas ilimitadas de pôsteres entre os dias 1 e 25 de julho. A submissão e a apresentação dos pôsteres serão feitas de forma totalmente on-line.

Para apresentar pôsteres não é necessário pagar a anuidade, apenas a inscrição, no valor de 25 reais. Prazo para pagamento é até dia 15 de agosto.

Os interessados em apresentar pôster devem se inscrever por meio do site da ABRALIC > INSCRIÇÕES. Após fazer o cadastro, o participante poderá acompanhar todo o processo de inscrição e avaliação, inclusive acessar seu certificado de apresentação ao final do evento.

Os materiais a serem enviados após o cadastro incluem: um pôster no formato JPG; um resumo com título, palavras-chave e referências, e um link para um vídeo de 2 a 5 minutos em que o participante explica sua pesquisa.

Confira as normas de publicação aqui:
https://docs.google.com/document/d/1Xj0BVMgxFuBt2ASQg-ncoiZYzA__WefeBqQeh-N40Pg/edit?usp=sharing

TRABALHOS QUE NÃO SIGAM AS NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA ABRALIC SERÃO DESCLASSIFICADOS.

INFORMAÇÕES:

1) Podem submeter propostas de pôsteres: estudantes de graduação e recém-graduados (conclusão do curso entre janeiro de 2021 até o momento).

2) Cada proponente poderá submeter apenas um resumo. Não é permitida co-autoria. O proponente que estiver apresentando pesquisa sob supervisão, entretanto, deverá preencher o nome do orientador no campo indicado.

3) O pôster será apresentado em vídeo pelo proponente. Não será permitida a apresentação por terceiros.

4) Apenas os pôsteres aprovados pela equipe de avaliação farão parte da exposição permanente no site e no canal da ABRALIC no YouTube.

ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA OUVINTES

Associação Brasileira de Literatura Comparada (ABRALIC) anuncia a abertura das inscrições para participantes na modalidade de ouvintes.

Os participantes ouvintes poderão participar dos minicursos nas salas virtuais e acompanhar todas as demais atividades abertas do Congresso de 2021 por meio do nosso canal do YouTube, com emissão de certificado ao final do evento.

Para fazer a inscrição como ouvinte não é necessário ser associado, apenas efetuar a inscrição no valor de 25 reais. O prazo de pagamento vai até dia 15 de agosto. Para se inscrever, basta acessar o site da ABRALIC, informar os dados pedidos no cadastro e efetuar o pagamento da inscrição no menu FINANCEIRO.

Todos os ouvintes receberão certificado de participação, que será disponibilizado diretamente na plataforma da ABRALIC.

O Congresso ocorrerá de 23 de agosto a 8 de outubro de 2021, e a programação inclui minicursos, conferências, mesas-redondas e atrações culturais que serão oferecidas por meio do site do Congresso. Acesse a programação completa em nosso site.

Minicurso confirmado: Formas de comparatismo na recepção moderna de Homero

Ministrante: Christian Werner (USP)
Carga horária: 6h/a
Data: 23, 24, 25 e 26 de agosto, das 8h às 9:30.

Resumo do minicurso: O objetivo principal deste curso é a discussão de práticas de comparatismo por meio de quatro exemplos da recepção moderna das epopeias de Homero: Laocoonte, de G. E. Lessing; a chamada "teoria oral", desenvolvida por M. Parry e A. B. Lord; "A cicatriz de Ulisses", de E. Auerbach; e Primeiras estórias, de J. G. Rosa.

Com efeito, Singer of tales, de A. B. Lord (a tradução da monografia está no prelo pela Editora UFPR), e Mimesis, de E. Auerbach, tornaram-se dois clássicos das primeiras décadas de desenvolvimento dos estudos de comparação no século XX. Já em Laocoonte, uma proposta de contrapor poesia e pintura, Lessing faz uso de Homero e de sua recepção antiga para construir argumentos que têm dialogado de forma frutífera com desenvolvimentos recentes da teoria literária cognitiva. Por fim, "Famigerado" e "Fatalidade", dois contos de Primeiras Estórias, adaptam episódios emblemáticos dos dois poemas homéricos, respectivamente, o cegamento de Polifemo na Odisseia e o duelo entre Aquiles e Heitor na Ilíada. Todos esses textos, embora sejam significativos, de formas diversas, como propostas de reflexão sobre a épica homérica, são antes de tudo tentativas historicamente condicionadas de seus autores falarem do presente de seus receptores e a eles por meio do engajamento crítico e criativo com um texto antigo.

No caso do Laocoonte, pretende-se focar nas consequências da oposição entre narrativa e descrição e em como as conclusões de Lessing, por intermédio da noção antiga da enargeia ("vivacidade pictórica"), dialogam com a aplicação da teoria enativa da cognição nos estudos literários. A chamada "teoria oral" de Parry-Lord será abordada por meio da metodologia comparativa proposta pelos dois pesquisadores e de suas ligações com o debate acerca da relação entre tradição e recepção. Quanto ao influente capítulo de Auerbach, sua contextualização histórica no desenvolvimento da ideologia nazista e a proposta de contraste entre Homero e o Velho Testamento serão as balizas principais para se revisitar as conclusões de que o estilo homérico se restringe ao primeiro plano, no limite, funcionando como um narcótico. Por fim, a partir dos usos das tradições clássicas em Primeiras estórias e da recepção da matriz épica em Grande sertão: veredas, vai-se indagar por que e como "Fatalidade" e "Famigerado" remetem a Homero.

Em breve informações sobre as inscrições

LEIA MAIS

Minicurso confirmado: Literatura, leitura e criatividade

Ministrante: Patricia Trindade Nakagome - UnB
Carga horária: 4h/a
Data: 27/08 Horário: 9h - 13h

Resumo do minicurso: Literatura, leitura e criatividade. O título do curso foi intencionalmente pensado sem uma articulação mais precisa entre seus três elementos. Apenas unimos os termos que serão questionados e apreciados em nosso curso, deixando propositalmente a leitura em posição central.

Sendo tão habitual a nós, mal percebemos como compreendemos, analisamos e julgamos uma obra. Lemos apenas. Em nossa proposta, buscamos distinguir processos que caracterizam a leitura, ora mais enfocada na obra literária, ora mais afastada dela. Após tal compreensão, destacaremos maneiras mais "criativas" de leitura, que realizamos sem mesmo notar e que poderiam ocupar maior destaque na sala de aula.

No curso, pensaremos a criatividade como forma da leitura literária e também como seu resultado. Para tanto, consideramos fundamental, antes de tudo, questionar se a criatividade é uma característica estimulada tanto em nossa formação quanto em nossa atuação. Isso implica, a nosso ver, numa urgente discussão sobre o papel do mestre (em diálogo com Rancière, 2015) e o sentido do ensino de literatura (em diálogo com Todorov, 2009). Assim, enfrentamos algumas questões de fundo: somos suficientemente criativos enquanto pesquisadores, professores e leitores para que possamos almejar uma relação com o texto mais criativa e criadora? Podemos e/ou desejamos ser criativos em nossa área? Lidaremos com essas e outras indagações para sinalizar alguns caminhos tanto para o ensino de literatura quanto para a leitura crítica.

Em breve informações sobre as inscrições

LEIA MAIS

Minicurso confirmado: Desencializar la heteronorma y el canon artístico en dos artistas trans chilenas: El caso de las obras poéticas y visuales de Mara Rita y Lorenza Böttner

Ministrantes: JORGE CID E NATALY LEMUS - UNIVERSIDADE ADOLFO IBÁÑEZ, SANTIAGO, CHILE
Carga horária: 3h/a
Datas: 31 de agosto, às 16h

Resumo do minicurso: La investigación que da origen al presente mini curso tiene como objeto de estudio las obras poéticas y visuales de dos artistas transgénero chilenas: Mara Rita Villarroel, poeta; y Lorenza Böttner, artista visual y perfomer. La investigación se basa en el análisis comparativo de las consonancias temáticas y estéticas establecidas entre las acciones de arte que cada una expone y su vínculo estrecho con la producción artística y la voz discursiva disidente a partir de la experiencia de transición vivida por las artistas. Tal experiencia da cuenta de cómo es vivir fuera de la norma de los roles sexo genéricos definidos por una sociedad hegemónica, en la que se privilegia la normatividad por sobre la identidad de género. Nuestro análisis se desarrolla desde una óptica teórica que considera, entre otros, a Paul Preciado, Judith Butler, Robert McRuer y Josefina Alcázar.

Este mini-curso ha sido desarrollado en el marco del proyecto ANID/CONICYT FONDECYT Iniciación n°11180374 titulado "Crear/se y publicar/se en la periferia: un estudio comparado de colectivos poético-culturales actuales de Brasil, Argentina y Chile" del que el Dr. Jorge Cid es investigador responsable y Nataly Lemus tesista.

Em breve informações sobre as inscrições

LEIA MAIS

Minicurso confirmado: Autoria feminina e ditadura: vozes da resistência

Ministrantes: Gínia Maria de Oliveira Gomes (UFRGS); Cristiane da Silva Alves (UFRGS)
Carga horária: 6h/a
Datas: 23/08 e 24/08, das 14h às 17h.

Resumo do minicurso: Até bem pouco tempo, foi tímida a presença das mulheres como autoras das histórias relacionadas à ditadura e, da mesma forma, praticamente inexistentes as produções que lhes concederam protagonismo, cuidando de destacar a sua participação como sujeitos atuantes, participantes diretas da luta e não apenas como companheiras das personagens masculinas, postas à margem dos enfrentamentos histórico-políticos. O quadro, todavia, vem se alterando nas últimas décadas. Memórias e vozes femininas têm sido empregadas com empenho e coragem na reconstrução da história, seja buscando formas de libertá-la do apagamento, seja revisitando-a e oferecendo novas perspectivas a respeito dos acontecimentos. Nesse sentido, a produção literária de autoria feminina tem sido crescente e, até certo ponto, ousada, desafiando não apenas a hegemonia masculina e o cânone, como também, o autoritarismo e a "amnésia nacional" que insistem em se manter. Levando-se em conta essas e outras questões, o curso pretende apresentar algumas faces da ditadura presentes em narrativas de autoria feminina produzidas no século XXI, enfatizando as diferentes formas de resistência que essas obras desvelam. Para apoiar as análises, recorre-se às contribuições de Eurídice Figueiredo (2017), Maria Rita Kehl (2010), Jaime Ginzburg (2010), e Jeanne Marie Gagnebin (2006), entre outras.

Em breve informações sobre as inscrições

LEIA MAIS

Minicurso confirmado: Escritoras russas e soviéticas

Ministrantes: Cecília Rosas e Giuliana Almeida
Carga horária: 4 horas e 30 minutos
Datas: 23, 24 e 25 de agosto, das 16h às 17h30m

Resumo do minicurso: A literatura russa está repleta de personagens femininas inesquecíveis como, por exemplo, Anna Kariênina ou Nastássia Filíppovna, fruto da pena de escritores homens. Quando Tolstói e Dostoiévski publicaram as suas obras, poucas eram as mulheres que conseguiam escrever e oferecer ao público os seus escritos. Entretanto, desde a segunda metade do século XVIII as mulheres ocupam e esfera pública da escrita antes reservada apenas aos homens, e é interessante atentar para o fato de que no nosso tempo, graças a nomes como Svetlana Aleksiévitch e Liudmila Petruchévskaia, elas se tornaram o carro chefe dos lançamentos da literatura russa contemporânea no Brasil.

O objetivo deste curso é apresentar um panorama histórico da presença das mulheres na literatura russa desde meados do século XVIII, apontando as conexões entre o contexto histórico e o florescimento da literatura escrita por elas. Assim, discutiremos, entre outros, o movimento pela emancipação feminina que surge na segunda metade do século XIX e que, impulsionado pelo Populismo russo, resultou num aumento expressivo da ficção escrita por mulheres; a contradição que a revolução de 1917 representou para a literatura feita por elas e o total engessamento ao qual essas mulheres foram submetidas durante o stalinismo, quando Stálin decretou que a questão feminina já estava resolvida; o papel significativo das mulheres na desestalinização da literatura após 1953 e, por fim, a literatura russa contemporânea, capitaneada por escritoras reconhecidas internacionalmente como a laureada pelo Nobel Svetlana Aleksiévitch.

Em breve informações sobre as inscrições

LEIA MAIS

Minicurso confirmado: Personagem, conflito e situação crítica na perspectiva autoral

Ministrante: Luiz Antonio de Assis Brasil (PUCRS)
Formato: 2 aulas de 2 horas-aula cada.
Datas: dias 24 e 25 de agosto, das 14:30 às 16:30

Resumo: Os estudos literários visam, via de regra, construir teoria ou aplicá-la em textos dotados de literariedade. Nosso propósito, porém, será tratar dos aspectos teóricos anunciados no título tendo como ponto de partida a perspectiva de quem escreve. Os três conteúdos contemplam temas primordiais da narrativa de ficção, procurando descrever como ocorre o processo e, ao mesmo tempo, oferecer sugestões de como operacionalizá-los no texto narrativo. Os objetivos primordiais contemplam a instrumentalização do ficcionista a entender como se desenvolve o seu processo criativo no plano da personagem, do conflito e da situação crítica e, por outro lado, habilitar o professor a realizar a exegese do texto narrativo a partir da ótica autora; este segundo objetivo poderá ser útil em sala de aula. O curso se justifica: praticamente inexistem, em nosso País, reflexões sobre o processo interior do ficcionista no que toca à construção da personagem, do conflito e da situação crítica.

LEIA MAIS

CERTIFICADO DE ASSOCIAÇÃO

Prezados e prezadas participantes da ABRALIC

Temos a satisfação de informar que agora a ABRALIC disponibiliza certificado de associação a seus afiliados e afiliadas. O certificado comprova que o participante está ativo como membro da ABRALIC neste ano de 2021, e a afiliação pode ser incluída nos currículos acadêmicos.

Para obter seu certificado, basta fazer login no site da ABRALIC (abralic.org.br) e acessar o menu FINANCEIRO.

Ou, para se associar, acesse nosso site e cadastre-se! 
https://abralic.org.br/inscricao/associado/