Intuindo em Cahuita e Nicoya, canções para Costarrica

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

LEANDRO MAIA
DATA: 7 de outubro, das 17h30 - 18h30
TRANSMISSÃO: https://youtu.be/Tammefx8MD8

Resumo do trabalho: Intuindo em Cahuita e Nicoya - canções para Costarrica apresenta incursões criativas sobre canção popular no âmbito dos encontros entre diferentes tradições musicais, compreendendo a canção popular brasileira, o calipso limonense (Costa Rica) e a perspectiva songwriter pop anglo-saxônica. Ao viver na Inglaterra, durante seu doutoramento em songwriting, o autor sentiu na pele os desafios de criar em outro "sistema literário" (Cândido, 1981), quando uma canção composta em Bath/Reino Unido, com o intuito de homenagear o centenário calipsoniano costarricense Walter Gavitt Ferguson (1919-), conheceu o fracasso e o sucesso, ao propor a celebração do suor da pessoa amada, através do uso da palavra "sweat" que, no contexto local inglês criava efeito contrário ao pretendido pelo compositor. Mesmo com a "gafe", o compositor decidiu manter o termo para fins de evidenciar o "lugar de fala" (Ribeiro, 2017) caribenho e latino-americano. O trabalho também apresenta breves apontamentos sobre a versão da canção "Vals del Coyote", de outro cantautor costarricense, Max Goldenberg Guevara, cuja transposição ao português exigiu a elaboração de gestos transcriativos (Campos, 1969) adaptados à canção popular (Maia, 2020). Cahuita e Nicoya são cidades da Costa Rica, situadas respectivamente nas províncias de Limón (Caribe) e Guanacaste (Pacífico), onde residem Walter Ferguson e Max Goldenberg. O termo Costarrica adota a grafia proposta pelo folclorista, cantautor e pesquisador Dionísio Cabal, que defende que o termo origina-se do idioma huetar, dos povos originários da região.

Minibiografia do apresentador:

image Cantor, compositor, pesquisador e docente do Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL). Visiting Research Fellow na Bath Spa University (Reino Unido). Possui Doutorado em Música (Bath Spa University/Reino Unido), Mestrado em Letras (UFRGS), Especialização em Letras (Unirriter) e Licenciatura em Música (UFRGS). Prêmio Ibermúsicas de Composição de Canção Popular. Prêmio Funarte de Música Brasileira. Prêmio Açorianos de Música. Bath Spa Pioneers Award. Autor dos discos "Palavreio (2008); "Mandinho" (2012), "Suíte Maria Bonita e Outras Veredas" (2014), do filme "Paisagens (2019)" e dos livros "Dona Conceição dos Mil Sambas"(2017), "Quereres de Caetano: da canção à Canção" (2020). Dirigiu a Rádio Federal FM entre 2013 e 2014. Atualmente preside o Conselho Municipal de Cultura de Pelotas e atua no Colegiado Setorial de Música do RS/Sedac, como representante titular da RF 5. Coordena o Núcleo da Canção e o Grupo de Pesquisa em Produção e Políticas Culturais da Universidade Federal de Pelotas.