Dissecando o monstro em "Coraline": a pluralidade da outra mãe

PÔSTER - XVIII Encontro ABRALIC

Marinara de Cássia Simões de Faria

ORIENTAÇÃO: Deborah Walter de Moura Castro

RESUMOS: Na literatura de horror, nos deparamos constantemente com figuras monstruosas e, por vezes, de difícil compreensão em um primeiro momento, seja por fugirem aos padrões estabelecidos pela razão, seja por figurarem criações demasiado complexas. Lovecraft afirma que "A emoção mais forte e mais antiga do homem é o medo, e a espécie mais forte e mais antiga de medo é o medo do desconhecido" (1987, p. 10). Do mesmo modo, Jeha destaca que "[...] os monstros dão um rosto [...] ao nosso medo do desconhecido [...]" (2007, p. 8). Dito isto, podemos nos debruçar sobre a criatura que se apresenta como foco do nosso trabalho: o monstro imaginado pelo escritor britânico Neil Gaiman em "Coraline", romance infantojuvenil de horror publicado pela primeira vez em 2002. A personagem em questão, designada na história pela alcunha de "outra mãe" por ser uma representação hedionda da verdadeira mãe da personagem principal, ostenta características facilmente identificáveis em outras figuras monstruosas já consolidadas no universo do horror. Como a criação de Gaiman não se encaixa em apenas uma definição do conceito de "monstro", propusemos dividi-la em diversas "categorias monstruosas", a saber: bruxa, criatura aracnídea, vampira e doppelgänger enquanto figuração igualmente medonha. Procuramos dissecar a outra mãe sob uma ótica analítica partindo de cada uma das ditas categorias, apresentando qualidades que permitissem o encaixe da personagem em todas estas classificações ao mesmo tempo. Deste modo, fomos capazes de compreender que a personagem combina atributos diversos para, no fim, gerar uma figura totalmente nova e detentora de vários agentes de medo infantil.

PALAVRAS-CHAVE: Coraline, outra mãe, monstros literários, literatura de horror, Neil Gaiman.

REFERÊNCIAS: GAIMAN, N. Coraline. New York: HarperCollins, 2012. JEHA, J. Apresentação - Monstros: A face do mal. In: Monstros e monstruosidades na literatura (org.). Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007. p. 7-8. LOVECRAFT, H. P. O horror sobrenatural na literatura. Tradução de João Guilherme Linke. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1987.