Subversão dos papéis de gênero: a musa e o poeta em Lésbia, de Maria Benedita Bormann

PÔSTER - XVII Congresso Internacional ABRALIC

Paula Sigrist Ciciliato

ORIENTAÇÃO: Dra. Gabriela Semensato Ferreira

RESUMOS: Maria Benedita Bormann (1853-1895), também conhecida como Délia, faz parte de um conjunto de escritoras brasileiras omitidas da nossa história literária no passado, mas que vêm sendo resgatadas na atualidade. Com o intuito de contribuir com esse resgate, surgiu a iniciativa, por parte de estudantes de Letras da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), da abertura de um espaço de leitura e discussão de obras literárias brasileiras escritas por mulheres, em especial por aquelas deixadas de lado pela história, levando à criação do Projeto de Ensino “(Re)conhecendo as mulheres da literatura brasileira: um resgate das escritoras apagadas da história”, coordenado pelo Prof.º Dr. Alfeu Sparemberger. Após uma seleção de textos e autoras, foram organizados encontros semanais voltados à comunidade acadêmica durante o primeiro semestre de 2021. Em um desses encontros, direcionado à apresentação da escritora Maria Benedita Bormann, foi proposta ao grupo a leitura e discussão do romance Lésbia, de 1890. Considerada sua obra mais importante, ele conta com uma protagonista feminina que subverte os papéis de gênero na relação poeta/musa, ao adotar Lésbia como seu pseudônimo e nomear seu amante de Catulo, tornando-o a “musa” da protagonista autora. O objetivo desta pesquisa é, a partir das discussões proporcionadas pelo projeto mencionado, explorar mais profundamente essa subversão realizada por Bormann não só em seu romance, como em sua própria carreira artística ao se nomear Délia, tendo como principal base teórica a crítica os estudos de Norma Telles (2013) sobre a obra.

PALAVRAS-CHAVE: literatura brasileira feminina; pseudônimos; papéis de gênero; Délia; Lésbia

REFERÊNCIAS: BORMANN, M. B. C. Lésbia. Florianópolis: Editora Mulheres, 1998. TELLES, N. Introduc?a?o, atualizac?a?o do texto e notas. In: BORMANN, M. B. C. Le?sbia (1890). Floriano?polis: Ed. Mulheres, 1998. __________. Délia. Memorial da pesquisa. Site pessoal de Norma Telles. 2013. Disponível em: <https://www.normatelles.com.br/delia_a_intuicao_do_instante/>. Acesso em: 1 jun. 2021.