O mito de uma sociedade feminina em A rainha do Ignoto, de Emília Freitas

PÔSTER - XVII Congresso Internacional ABRALIC

Ester Naiá Ferreira Melo

ORIENTAÇÃO: Nicia Petreceli Zucolo

RESUMOS: No dicionário de mitologia grega e romana, de Georges Hacquard (1996), as amazonas são descritas como uma comunidade mítica formada apenas por mulheres. O mito relacionado à existência de um grupo de mulheres guerreiras ocorre desde a antiguidade e se faz presente até hoje. A partir disso, foi analisado o livro A rainha do Ignoto, de Emília Freitas, obra que possui sua narrativa envolvida por um mundo fantástico composto apenas por mulheres. A proposta desse mundo é a existência de uma sociedade feminina que domina tanto os meios sociais quanto as indústrias, artes, ciências e letras, situada em um país onde os locais das mulheres são bem limitados dentro do ideal patriarcal. Desse modo, a narrativa resgata esse mito das sociedades femininas com ideais transgressores e pioneiros, algo que proporciona um embate com a realidade da sociedade brasileira do século XIX. Por essas razões, este trabalho tem a intenção de demonstrar como o mito de sociedades femininas se relaciona com a narrativa ficcional de Emília Freitas. Para tais análises, foi usado como aporte teórico a crítica feminista a partir dos estudos de Heleieth Saffioti (1976) e (2004), assim como o trabalho da pesquisadora Alcilene Oliveira (2007) por tratar da vida e obra de Emília Freitas. Por fim, esse trabalho está ligado ao Grupo de pesquisa Relações de gênero, poder e violência em literaturas de língua portuguesa, da Universidade Federal do Amazonas.

PALAVRAS-CHAVE: sociedade feminina; mitos; amazonas; transgressão.

REFERÊNCIAS: FREITAS, Emília. A rainha do Ignoto: romance psicológico. São Paulo: 106. 2019. HACQUARD, Henrique. Dicionário de Mitologia Grega e Romana. Trad. Maria Helena Trindade Lopes. Divisão Gráfica das Edições. 1 ed. 1996. Disponível em: http://pablo.deassis.net.br/wp-content/uploads/Dicion%C3%A1rio-de-Mitologia-Grega-e-Romana-Georges-Hacquard.pdf. Acesso em: 15 jul. 2021. OLIVEIRA, Alcilene Cavalcante. Uma escritora na periferia do Império: vida e obra de Emília Freitas (1855-1908). Tese de doutorado em literatura brasileira. Faculdade de Letras. Universidade Federal de Minas Gerais. Minas Gerais. 2007. SAFFIOTI, Heleieth Iara Bongiovani. A Mulher na Sociedade de Classes: mito e realidade; prefácio de Antônio Cândido de Mello & Souza. Petrópolis, Vozes, 1976. SAFFIOTI, Heleieth lara Bongiovani. Gênero, patriarcado, violência. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2004.- (Coleção Brasil Urgente)