Os fãs nas escolas: a fanfic dentro do espaço escolar e seu potencial criativo e pedagógico

PÔSTER - XVII Congresso Internacional ABRALIC

Gabriela Marques Mendes

ORIENTAÇÃO: Ana Carolina Coelho

RESUMOS: O presente trabalho se trata de uma investigação bibliográfica que busca atravessar diferentes elucidações sobre o que é a fanfic e pensar sobre como explorar seu potencial em sala de aula, sob a luz tanto das ferramentas dos sites em que estão hospedadas e que sustentam esse modelo de publicação quanto de autores que dissertam sobre esse assunto, como Adriana Amaral, Lucio Luiz e Henry Jenkins. É notório que a afeição é um quesito essencial para a composição do objeto de estudo. Essa relação é estreitada de tal forma que são formados cenários que se assemelham a centros de informações nos quais os fãs trabalham ativamente em prol da comunidade, além de adotarem comportamentos, expressões e tomarem conhecimento de programas e de rotinas que fazem parte dessa cultura. Nesse panorama, algumas ferramentas de publicação auxiliam instrumentalmente na construção de novos autores e de suas redes de leitores. A autopublicação facilitada em si (que passa geralmente apenas pelo breve consentimento de normas pontuais sobre o que é permitido postar e o que não é); os campos de resposta do leitor – que viabilizam a interação da comunidade e a resposta dos comentários nos capítulos seguintes, estimulando a escrita colaborativa; e a criação de espaços para os leitores betas, leitores que, na prática, atuam como revisores textuais, são algumas das ferramentas que estão presentes em sites como "Nyah! Fanfiction" e "Spirit Fanfics", que sustentam a criação de escritores e a captação de leitores dentro do cenário comunitário de fãs e que podem ser úteis para o incentivo da escrita e da leitura no espaço de sala de aula.

PALAVRAS-CHAVE: fanfic; pedagogia; escrita colaborativa.

REFERÊNCIAS: AMARAL, Adriana; TASSINARI, Larissa. Fandoms transculturais: apropriações nas práticas de shipping dos fãs brasileiros de K-POP no Facebook. Vozes e Diálogo, v. 15, n. 01, 2016. HAKORI. Nyah! Fanfiction, 2005. Site interativo com conteúdo dinâmico e adicionado pelos usuários nele cadastrados. Disponível em: https://fanfiction.com.br. Acesso em: 8 jul. 2021. JENKINS, Henry. Cultura da convergência. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009. LUIZ, Lucio. A expansão da cultura participatória no ciberespaço: fanzines, fan fictions, fan films e a “cultura de fã” na internet. Simpósio Nacional da ABCIBER, v. 2, 2008. SPIRIT TECNOLOGIA LTDA. Spirit, 2021. Plataforma para autopublicação de livros. Disponível em: https://www.spiritfanfiction.com. Acesso em: 8 jul. 2021.